Resenha: Quase um Tim Burton



Livro: O Substituto
Autora: Brenna Yovanoff
Páginas: 333
Editora: Bertrand Brasil
Edição: 2010
ISBN: 9788528615555


Com toda certeza a autora Brenna Yovanoff é muito talentosa e criativa, tanto, que lendo seu livro me senti vendo um filme do Tim Burton. E se vocês forem ver outras resenhas a respeito desse livro, irão ver que não sou a única a fazer essa comparação.



Ela usa um recurso meio clichê que é a utilização de uma cidade pequena como palco para sua narrativa, mas na verdade, ela reinventa o modo de usar esse artifício, pois a cidade de Gentry é tão viva no livro que quase parece um personagem.  É ai que conhecemos Mackie Doyle e ele é um “substituto”, um ser do submundo que foi colocado no lugar de um bebê humano. Os substitutos não costumam sobreviver por muito tempo em nosso mundo, mas Mackie é um caso totalmente a parte. Mas mesmo que ele tenha conseguido sobreviver por tanto tempo, não é nada fácil para ele viver em nosso mundo, sem contar que ele e sua família fazem de tudo para esconder suas bizarrices e sua alergia a ferro, mas mesmo assim, a cada dia Mackie fica cada vez mais fraco e a um triz de bater as botas.


Ele não é o único “substituto” dessa cidade, há outras crianças que foram sequestras e substituídas, sem uma razão aparente, mas mesmo que as pessoas percebam que aquele bebê no berço não é mais seu filho e sim um ser bizarro, todos decidem usar o dom da ignorância e continuar seguindo suas vidas. Isso é, até uma garotinha ser sequestrada e sua irmã mais velha decide achar respostas para esse fenômeno. Sendo assim, ela enfrentar todos que antes ignoravam o fato, mas isso só a faz ser a excluída da cidade. Tate, é muito corajosa e está determinada a achar sua irmã, para isso ela enfrenta o nosso protagonista e juntos, eles descobrem que embaixo de Gentry não tem somente seu esgoto, mas um submundo cheio de segredos.


Adorei a personalidade bem trabalhada de Mackie, porque, de uma forma estranha, ele é muito cativante, talvez seja por ser justamente estranho, desajeitado, misterioso e alguém que não deveria estar ali, seja o seu maior atrativo para o leitor. O clima sombrio do livro é muito bem explorado e de uma forma bem inteligente. Esse livro não é um daqueles que vão dar mais prioridade aos personagens principais, Brenna faz questão de interagir com todos e é possível ir a fundo para conhecer cada personagem e escolher o seu preferido, sendo que todos os personagens apresentados têm algo que o liga ao grande mistério da cidade.


Já li muitos livros (esse inclusive dá para ver pela lombada que li mais de uma vez rsrsrs), mas esse é completamente original, se comparado aos outros de tema sobrenatural, pois em nenhum segundo Brenna se esquece que tem de colocar o clima sombrio na narrativa, que devo dizer, é bem fluida e com o enredo muito bem decidido.


Se você é aquele tipo de pessoa que só lê livros de romance, com o casalzinho que fica junto no final, com seu “feliz para sempre”, desculpe dizer, mas O Substituto não é esse tipo de livro que você está acostumado. Ele não é um romance, mas lida com o amor, não de um casal, mas de pais, amigos, o amor que permite que um “substituto” resista viver em nosso mundo por tanto tempo, o tipo de amor que não te deixa desistir, sempre procurando mais fundo ter forças para seguir adiante.


O Substituto é um livro meio incomum no mercado, com uma história original, meio estranha, assustadora em determinado momentos e sombria. Essa história o fará prestar atenção nas pessoas ao redor, para ver se está convivendo com seres humanos ou um possível “substituto”, mas essa é uma história que com toda certeza merece ser lida.





Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. A resenha ficou divina e com tudo que foi dito fiquei muito curioso pra ler. Sou daqueles que lê apenas romance, no em tanto fiquei curioso pela história. Quero pra mim! ^^

    Blogboynews.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro esse livro. Realmente li ele três vezes e sempre volto em alguma parte quando quero inspiração mais sombria. Vale muito a pena ler, principalmente se você quer viajar na leitura *--* Depois me conta se gostou!!
      Beijão

      Excluir
  2. Adorei sua resenha, achei o livro realmente bem diferente dos que estou acostumada a ver. E isso me fez ficar bem curiosa. Sem falar na capa, achei ela linda. Se tiver a oportunidade, super lerei.
    beijos.
    http://www.amandatelo.com/

    ResponderExcluir